Arquivo da tag: férias escolares

SOS férias: rotinas e atividades

IDEIAS DE ROTINAS E AT

Com as férias da A. rolando há 15 dias, tenho pensado muito em rotinas. Recebemos visitas em casa nos últimos 5 dias e percebi uma mudança enorme na A. Ela estava comendo bem, dormindo noites inteiras (meu sonho realizado), brincando sozinha e tranquila por períodos de meia hora (pra mais ou pra menos), mas agora tudo mudou. Ela passou todos esses dias comendo mal, superexcitada, manhosa e voltou a acordar à noite. A sensação foi de que o meu esforço de criar uma rotina foi por água abaixo. Talvez eu esteja sendo dramática, mas hoje resolvi passar o dia inteiro só eu e ela dentro de casa para tentar criar uma rotina de novo, ou seja, planejei um dia sem agitação para ela assimilar tudo o que aconteceu de emocionante nos últimos dias: visitas, festas, presentes, alimentação zoada, etc e tal. Aaaand, pensando em rotinas e atividades para preencher os nossos dias, encontrei os seguintes links legais:

1. Este link (em inglês) dá uma ideia legal de rotina, embora eu não seja neurótica a ponto de achar que qualquer tipo de rotina tenha que ser seguida à risca. O que eu gosto nesse link são as ideias.

2. Nos países falantes de língua inglesa, a criança que tem entre 1 e 3 anos é chamada de toddler. No link abaixo o site “Hands on as we grow” dá ideias de 50 atividades que podem ser feitas com toddlers.

50-toddler-activities

3. Pra quem tem Pinterest, o Board “Toddler Activities” dá umas ideias legais.

81297928980ab563f3ff0206087c6cbe

4. Rituais para a hora de dormir para crianças de 1 a 3 anos, artigo do Baby Center. O artigo inteiro é super intuitivo, quer dizer, faz sentido fazer brincadeiras calmas, contar histórias e tal na hora de dormir, mas vale a leitura.

images

Ok, mas esses são links… agora, o que é que eu já faço no dia a dia com a A. que vale a pena ser compartilhado?

1. Tinta. No final da tarde, geralmente coloco um papel A3 no chão da varanda e pinto com a A. Quer dizer, ela se pinta, me pinta, acaba com a tinta, mas fica super orgulhosa da “atividade”, como ela chama a hora da pintura.

2. Brincadeiras com comidas. Encho um potinho com milho de pipoca ou macarrão e dou outros potinhos vazios para ela brincar de passar a comida de um para o outro, mas o detalhe é que criança quer provar tudo, então fico em cima para me certificar de que nada vai pra boca.

3. Brincadeiras com água. Encho uma piscininha de plástico na varanda e às vezes encho até mesmo uma bacia grandona que tenho e deixo a pequena se molhar a vontade. Dá trabalho, mas vale a pena.

4. Molhar as plantinhas. Como moramos em casa, temos plantas pelo jardim, um canteiro, algumas plantas em vasos pequenos e duas árvores pequenas em vasos maiores. Molhar isso tudo é um evento, então acaba virando uma “atividade”, e a Alis tem um regador pequeno só pra ela. Molha o chão, molha o meu pé, molha a parede e às vezes molha até uma plantinha!

5. Cozinhar. Tento envolver a A. o máximo possível no preparo da comida para ela ficar curiosa e querer comer. Na semana passada ela me ajudou a descascar um milho e virou a louca do milho. Não pode ver ou ouvir falar que pede. Era essa a minha intenção, então tenho “pedido a ajuda dela” para preparar quase todas as refeições.

6. Ler. Todos os dias temos a “hora da leitura”. Não é uma “hora”, é só um momento qualquer em que peço para a A. escolher um livro para ler. Tento ler para ela, mas a guria tasca o livro da minha mão e não tem pra ninguém. A grande frase dela agora é “era uma vez uma princesa muito bonita”, e deu, fim da história. E olha que quem começou com essa história de princesa foi ela!!!

Espero que os links e as ideias inspirem!

Boa sexta!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentação & Saúde, Atividades para os pequenos, Desenvolvimento Infantil, Vida de mãe

Aproveitando as férias

Olá!

Estou em uma momento “outdoor” com a Valentina, acho que (claro que cada um tem sua disponibilidade) é fundamental para as crianças fazerem programas voltados para a natureza e meio -ambiente. Durante a semana a rotina é mais corrida, mas quando chega o final de semana temos aproveitado esses dias lindos de inverno para passear bastante. Parques, restaurantes com estrutura para criança, pracinhas com parquinho, levar o cachorro para passear, sentar no chão e desenhar, andar de bicicleta. São muitas as opções, só basta disponibilidade, vontade e optar por não repetir os mesmos lugares porque eles, assim como nós, amam novidades!  Está chovendo? Aproveite os espaços Kids Park, atividades em casa, fique de olho na nossa agenda, e tente alguma brincadeiras indoor para crianças entediadas.

Acho que o mais importante é estar disponível para os pequenos e é impressionante como eles ficam mais calmos quando percebem que você esta ali presente de corpo e alma. A Valentina agora aprendeu a fechar o meu pc, vê se pode… ela vê que eu estou aqui escrevendo e vem bem quietinha e fecha e ainda diz: “fecha mamãe, desenha mamãe” , uma figura!

Resolvi listar aqui algumas opções (que adorei e pretendo levar a Valentina ) para aproveitarmos os últimos dias de férias das crianças, confira: (clique na imagem para obter as informações)

ImageImage

ImageImage

ImageImageImageImageImageImageA programação está ótima, não tem desculpa papais x mamães x dinda x titias x vovós x vovôs…

bjs!

1 comentário

Arquivado em Agenda

Grumpy baby

Is Alis grumpy

Alis está mal humorada. A verdade é que Alis está super bem humorada, mas Alis anda tendo crises de mau humor. Não sei se é dentinho, se é saudades da escolinha, da rotina com as professoras e coleguinhas em uma sala 100% preparada para receber nenéns, onde eles podem engatinhar livremente sem uma mãe histérica gritando “não bota o dedo aí, isso na boca não, na cozinha não” e etc. Em primeiro lugar, ela está um grude (mas um grude beeeem gostoso e fofinho). Alis quer colo o tempo todo, mas mais especificamente o colo da mãe, o meu colo. Alis está recusando comida salgadae frutinha pela manhã, e tenho três teorias para isso: ou mais dentinhos estão nascendo, ou a minha comida não é tão gostosa quanto a da escolinha ou ela está de dieta porque o verão está aqui e quer ficar em forma.

Mas acho que o mau humor, se não for dentinho, tem a ver com o “tédio” ou com a mudança na rotina. Ela estava acostumada a passar as manhãs em um ambiente cheio de outros nenéns, pra cima dos quais ela podia fazer bullying (sim, minha filha morde os coleguinhas… mas, em minha defesa, eu nunca ensinei isso pra ela), e agora fica em casa comigo ou passeando por algum lugar aleatório dentro de um carrinho. A minha conclusão é que ela não gasta tanta energia quanto gastava na escolinha. Eu me esforço para brincar, ensinar a fazer carinho, dar tchau, mandar beijinho, falar “mamãe” e tal; e estou buscando em alguns sites umas atividades para nenéns, algo para simular em casa o que ela teria de “mais específico” na escolinha. Estou me esforçando para variar o cardápio dela, também para simular a variedade que ela encontrava na rotina da creche. A verdade é que eu gosto muito do fato de a Alis estar na escolinha desde cedo, e muito porque a rotina de café da manhã (que sempre é uma frutinha + suco), brincadeiras em ambiente totalmente preparado para nenéns e almoço é muito prática e faz com que ela socialize desde cedo. Não achei que a Alis teve mais gripes que os nenéns que não entraram na escolinha, foram três gripes até agora e ela está com dez meses. O que percebo é que o desenvolvimento dela está muito bom e que a escolinha tem todo um mérito nesse sentido.

Mas tirando os momentos em que Alis está mal humorada, Alis está uma gracinha deliciosa. Sempre que saio com ela, a pequena distribui sorrisos por onde passa, seduz estranhos e manda beijinhos para velhinhas. As velhinhas não sabem que ela está mandando beijinho, mas eu sei porque eu mesma ensinei. A mudança na rotina, por um lado, é ruim porque ela sente na pele e, me parece, fica um pouco irritada com a energia que não consegue gastar do mesmo jeito que na escolinha, mas acho superimportante esse período de férias: imagina acordar cedo todos os dias do ano para ir para a escolinha!? Se nós não gostamos da ideia, por que nenéns gostariam? Esse tempo que passamos com nossos filhos é bom não apenas pra eles, mas pra gente também, que passa a se conhecer melhor “no formato mãe” e no “formato pai”. Tudo vai dar certo por agora e, depois, quando a Alis voltar para a escolinha, eu volto a trabalhar.

E Feliz Natal, Feliz Ano Novo e tooooda aquela coisarada. Se o mundo acabar antes, paciência!

Deixe um comentário

Arquivado em Alimentação & Saúde