Arquivo do mês: fevereiro 2014

Rapidinhas: Fotos de mães, coisa linda!

O banco de imagens Getty Images está reformulando seus conceitos e se ajustando às novas tendências: a empresa está atualizando as fotos de mulheres em seus arquivos. Saiba mais nesta postagem de notícia do Washington Post.

Confere algumas bem legais e lindas:

enhanced-buzz-wide-11785-1392163388-11

enhanced-buzz-wide-16234-1392163393-15

enhanced-buzz-wide-32631-1392163441-7

470182593

474577181

Deixe um comentário

Arquivado em Gravidez, Links, Rapidinhas, Vida de mãe, Vida Real

Sobre ter um blog e ser mãe (e como as duas coisas se complementam)

Ter um blog é ter um compromisso, um daqueles que você nem sempre consegue manter, mas que sempre pensa sobre e com quem você quer manter um relacionamento mais intenso. É legal compartilhar coisas, receber feedbacks, e é especialmente legal revisitar posts passados e ver com olhos mais maduros coisas que você postou há um, dois anos. Eu e a Chi começamos este blog porque nos vimos em um dilema: queríamos muito ser mães, mas quando viramos percebemos que uma parte de nós estava um pouco apagada, a parte referente a nossa voz. A mulher que vira mãe e entra em licença-maternidade fica muito presa ao mundo privado da casa e sente que precisa respirar ares sociais, mas isso nem sempre é fácil com um recém-nascido nos braços porque vivemos em prédios, em casas com vizinhos que pouco ou nada se conhecem. O blog, eu vejo, apareceu como uma forma de tornar o privado mais social, menos privado. O que acontece é que nem sempre a inspiração vem para você sentar-se e escrever um post, nem sempre os compromissos permitem que você escreva o que tem inspiração para escrever, nem sempre o cansaço ajuda a resolver o primeiro ou o segundo problema.

BBDO_7_Inspiration-1250x1042
Mas o que eu acho importante é que as mães se conectem (e os pais, por favor), que pensemos em formas de maternar diferentes das nossas, para que as fórmulas do que dá certo e do que não dá certo sejam compartilhadas, para que saiamos do espaço privado e entremos no comunitário. A maternidade é assim há séculos, mas nos últimos dois ela virou uma coisa de cada casa, de cada casal, de espaços fechados. Um blog, pensei hoje, mesmo que não seja lido por uma legião de pessoas, é uma forma de abrir as portas do espaço privado e compartilhar. Com ou sem inspiração, sinta-se à vontade para entrar aqui, conhecer a nossa casa do presente e do passado e, se você se sentir à vontade (e esperamos que isso aconteça), compartilhar a sua história, a sua forma de ser mãe e pai.

Um beijo,

Mel.

1 comentário

Arquivado em Desabafo, Vida de mãe, Vida Real

Mantra do dia

Falhar é uma porcaria, mas acontece.

forrest-gump-hd-276440

Shit happens, Forrest Gump profetizou. E acontece mesmo. Ser mãe e ser profissional significa que, eventualmente, vou falhar em um dos dois, ou no mínimo não conseguir dar o melhor de mim. Aconteceu. Agora o negócio é engolir a mijada (não literalmente, pelamor) e aprender a lição.

Thanks, Forrest.

Follow my blog with Bloglovin

Deixe um comentário

Arquivado em Desabafo, Vida de mãe, Vida Real