Cinta no pós – parto

Oie,  ontem falei aqui sobre a minha escolha do parto  (Olha, esse post deu o que falar.. quem não leu clica aqui e confere rapidinho. Ah! não deixe de ler os comentários de nossas leitoras e as minhas respostas que em breve vai virar outro post…rsss) e enquanto escrevia fui lembrando de tudo o que envolve esse momento. Abri um arquivo e fiz uma listinha de posts para colocar aqui no blog para vocês.

Hoje meu assunto do dia é a o uso da cinta pós-parto. Não faz muito tempo que a Mel publicou aqui um post falando sobre a repercussão da barriga da Kate. O fato é que depois do parto vai parecer que você continua gravida de uns 6 meses. Que fase essa né? Um dia uma vizinha me perguntou “ainda não nasceu” e a Valentina tinha nascido fazia uns 10 dias, afff!! Dá vontade de sumir, mesmo sabendo que é super normal. Outra “regra” que percebi é que se antes do parto você estava com a malhação em dia a sua barriga vai ficar bem parecida ou igual como era antes (claro que depois de alguns meses), mas se você, assim como eu, estava acima do peso p-r-e-p-a-r-a a cinta porque o prejuízo é grande.

O formato da barriga pode mudar um pouco também no caso de cesariana, já que os músculos são cortados e recosturados.  Respire fundo. Demora um pouco para o corpo — principalmente a barriga — se recuperar totalmente da gravidez. Imagine que sua barriga era um balão, que foi enchendo conforme o bebê crescia. Quando ele nasceu, o balão não estourou de uma vez — o “ar” vai saindo de mansinho.
Assim que o bebê nasce, hormônios começam a atuar sobre o útero para que ele volte ao tamanho que era antes. Isso demora mais ou menos um mês para acontecer. Além disso, todas as células do corpo que tinham inchado devido à gestação começam a liberar líquido, que vai saindo em forma de urina, suor e secreções vaginais. fonte

Antes do parto eu já tinha questionado a minha médica sobre a cinta e ela recomendou o uso a partir do momento que eu conseguisse evacuar e também sugeriu para aguardar e comprar somente depois do parto, assim o  tamanho seria mais preciso e eficaz. Ah! Outra coisa que ela recomendou foi o modelo em que os feches ficam ao lado como essa foto aqui e foi o modelo que escolhi:

ImagemVou ser bem sincera, eu comecei a usar a cinta uns 7 dias depois do parto e não consigo me imaginar usando antes disso, no começo (principalmente se vc fez cesárea), vai ser difícil conseguir fechar porque a barriga fica inflada, mas depois de uma semana, ou até 10 dias, seu corpo já terá liberado liquido e sangue e você já vai dar uma desinchada considerável.

Aiiii, eu estava aqui lembrando o dia da compra :) Nós saímos de casa com a pequena e meu marido estacionou em frente a loja e eu estava amamentando no carro, Deus! No começo é uma loucura porque toda hora é hora para mamar, ufa! Aí a V. dormiu, coloquei no bebe conforto e corri para loja naquela tensão, pensando: “será que ela vai acordar, arrotar, regurgitar, será que meu marido vai saber o que fazer? Ela tinha uns 7 dias, mas deu tudo certo! A loja era especializada em cintas pós – cirúrgicas e a vendedora entendeu a situação e foi bem objetiva e prestativa. Fica a dica aqui, não adianta comprar qualquer cinta, procure lojas especializadas.

Cinta comprada e aí vem o 2 dilema… entrar dentro dela! Na loja a vendedora foi ágil e fechou rapidinho, mas em casa tive que pedir ajuda para o marido, ninguém merece! Olha, eu adorava usar a cinta e ficava com ela direto ( mesmo não sendo a coisa mais confortável do mundo.. vamos ser honestas né? #vidademae ) nos primeiros dias eu sofri com os feches que ficam na calcinha, mas a cinta dava muita segurança, principalmente na hora de dormir sabia? Incomodava a sensação de que estava tudo “solto”dentro do meu corpinho.

Outro dilema, foi que a V. nasceu na metade de outubro e logo começou a esquentar. Quem já usou as cintas pós- cirúrgicas sabe que elas não são muito próprias para o calor. Chegou dezembro e eu suava, mas  ao mesmo tempo fiquei com medo de ficar com a barriga muito “flácida” ,  Assim, resolvi recorrer para as calcinhas mais altas e  bermudinhas. Usava em baixo dos vestidinhos de verão e em casa com o ar condicionado ligado eu aproveitava e usava a cinta. Deu tudo certo, olha os modelos que eu comprei e que até hoje uso quando tenho casamento, ou dependendo da roupa me dá mais segurança com as gordurinhas:

ImagemImagemImagem

Alguns links de apoio:

1. Baby Center

2. Revista Crescer

 Você sabia que não existem provas científicas que a cinta efetivamente colabore com a aparência da barriga? Sacana eu né? Só no final do post coloco essa informação, mas repito que a cinta ajuda a dar segurança no dia- a- dia e esteticamente (como eu estava gordinha antes mesmo de engravidar) foi ótimo.   Resumindo, ajuda muito, mas ainda assim, existem médicos que não recomendam. Consulte o seu e boa sorte!

Qualquer dúvida, estamos aqui! Bjs!

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Gravidez

2 Respostas para “Cinta no pós – parto

  1. Usei a mesma cinta que você, a que fecha dos lados. Acho que usei depois de 1 mês… não lembro kkkkk, mas usei mesmo por dar mais segurança… a barriga eu já tinha , beijos Patty

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s