Não sou a mãe perfeita. Nem quero ser

Blog post bem legal da Barbara Thomaz, ex-apresentadora do canal Glitz! Tem a ver com várias reflexões que a gente faz aqui no blog. Super apoiamos o movimento “Não sou a mãe perfeita. Nem quero ser”!
Esperamos que vocês curtam!

Olga

olga maternidade

Muita gente tem uma visão antiquada de como uma mulher deve ser e se comportar. E, quando ela se torna mãe, esses estereótipos parecem se reforçar. Não à toa, a frase “ser mãe é viver com culpa” é tão divulgada. “A pressão é de que a mulher precisa ser uma heroína. Ela cuida da casa, da alimentação, do marido, dos filhos, trabalho, carreira, da saúde… E ainda achar um tempo para estar bem informada, se vestir como pede a moda, com o corpo em dia”, afirmaBarbara Thomaz, ex-apresentadora do canal Glitz. “Os médicos pedem para que o bebê seja amamentado até os 6 meses, mas ela só tem 4 de licença maternidade. Se for celebridade, 2 ou 3 no máximo. A sociedade pressiona para que ela seja a mãe perfeita, mas não facilita em nada.” Aqui, ela dá um basta à pressão e nos ajuda a desconstruir os mitos…

Ver o post original 1.537 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s