They’re back: Links da Semanaaaa

Colagem Links da Semana

Ok, deixe-me primeiro pedir perdão pela falta de frequência por essas bandas virtuais, é que minhas aulas no doutorado começaram nesta semana e na semana passada eu meio que tentei colocar a vida em ordem para começar o doutorado com o pé direito. Depois de gastar R$137,00 em Xerox para UMA das TRÊS matérias que vou fazer, percebi que fiz a coisa certa. É, as coisas vão ficar bem acadêmicas por aqui (por aqui, e não por aqui, no blog… se bem que é bem provável que respingue um pouco de academicismo no Mais que Mães, mas prometo ser light). Mas vamos aos links. Andei encontrando uns links bem bacanosos, mas o mais interessante deles está em inglês, ó:

1

1. Uma matéria no New York Times sobre a geração de mulheres que, no início dos anos 2000, decidiu colocar os filhos em primeiro lugar em detrimento do trabalho. A repórter, que escreveu um livro nessa época depois de entrevistar 22 mulheres com carreiras de sucesso que decidiram largar tudo para se dedicarem aos filhos, re-entrevista algumas dessas mulheres e encontra algo diferente: muitas delas questionam se o que fizeram foi bom ou não para a vida delas. A matéria tá super interessante e coloca lenha na fogueira desse debate já tão caliente. Veja bem, eu não sou contra nem a favor de ficar ou sair do mercado de trabalho, mas acho que debates são sempre bem-vindos porque nos oferecem alternativas para o que não está funcionando (ou pelo menos apontam para possíveis direções de novos debates). O link está aqui, ó: pode clicar.

Hildur Lilliendahl, Miss Troll 2013

2. Uma notícia sobre o concurso para Miss Islândia, onde feministas fizeram uma trollagem mais que da hora. Depois que o diretor do evento anunciou que o concurso, neste ano, seria mais aberto e não teria limites de altura, peso, etc, “mulheres e até homens de várias idades decidiram participar. ‘Estou fazendo isso para mostrar o quanto esse concurso é sem sentido’, diz a pastora Sigridur Gudmarsdottir, 48 anos, que espera que o protesto faça as pessoas pensarem sobre o arbitrário conceito de beleza. Para a crítica literária Brynhildur Omarsdottir, que também enviou sua candidatura, o diretor do evento deu a margem que as feministas queriam para criticar o concurso por promover a objetificação das mulheres e o estereótipo da ‘mulher ideal’. Hildur, o estopim do movimento, concorda: ‘Os concursos de beleza tradicionais promovem o exemplo perfeito do tipo de mulher criada pelo patriarcado. Esse sistema ensina (e/ou força) mulheres a serem belas e amáveis e doces e bem-comportadas e compostas e totalmente reprimidas, e é exatamente assim que as mulheres são mantidas fora das posições de poder, do mercado de trabalho e da potencial revolução capaz de destruir esse sistema idiota’”. Muito bom, olha lá!

34594-fruit-apple-fruit-arrangement

3. Uma boa notícia para pais e filhos: escolas que não oferecerem alimentos saudáveis serão fechadas. Link aqui.

4

4. “Querida filha: Espero que você tenha uma vida sexual maravilhosa!”, e assim Ferrett Steinmetz abre o texto onde fala sobre como ele quer o bem para a filha dele. O texto foi publicado no blog FemMaterna e traduzido por Cecília Santos. Vai lá, vale a pena!

Beijo!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Links

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s